Modernidade Líquida: Emancipação

COMPARTILHE:
Share

Ao fim das “três décadas gloriosas” que se seguiram ao final da Segunda Guerra Mundial — as três décadas de crescimento sem precedentes e de estabelecimento da riqueza e da segurança econômica no próspero Ocidente — Herbert Marcuse reclamava que poucas pessoas desejavam ser libertadas, menos ainda estavam dispostas a agir para isso, e virtualmente ninguém tinha certeza de como a “libertação da sociedade” poderia distinguir-se do Estado em que se encontrava. Continue reading

Modernidade Líquida: Prefácio – Ser Leve e Líquido

COMPARTILHE:
Share

Fluidez” é a qualidade de líquidos e gases. Eles, diferentemente dos sólidos, não são facilmente contidos. Do encontro com sólidos emergem intactos, enquanto os sólidos que encontraram, se permanecem sólidos, são alterados — ficam molhados ou encharcados. A extraordinária mobilidade dos fluidos é o que os associa à ideia de “leveza”. Associamos “leveza” ou “ausência de peso” à mobilidade e à inconstância. Continue reading

A Crise e Suas Fronteiras: Oito Meses de “Mensalão” nos Editoriais dos Jornais

COMPARTILHE:
Share

A crise do chamado “mensalão” – pretenso esquema de propinas pagas regularmente a parlamentares federais, com dinheiro público desviado, para que votassem a favor do governo – foi, provavelmente, a mais estrondosa da história da República. Entre os fatores que explicam a importância adquirida pela crise está a ação dos meios de comunicação de massa. Continue reading

O Povo Brasileiro: Classe, Cor e Preconceito

COMPARTILHE:
Share

CLASSE E PODER

Nossa tipologia das classes sociais vê na cúpula dois corpos conflitantes, mas mutuamente complementares. O patronato de empresários, cujo poder vem da riqueza através da exploração econômica; e o patriciado, cujo mando decorre do desempenho de cargos, tal como o general, o deputado, o bispo, o líder sindical e tantíssimos outros. Continue reading