Dicionário do Pensamento Marxista: Ditadura do Proletariado

COMPARTILHE:
Share

Marx não definiu o que entendia por “Ditadura do Proletariado”, embora seja um conceito fundamental do seu pensamento político, por ser vista como momento intermediário necessário para se chegar a uma sociedade sem classes.

No texto “A Guerra Civil na França”, sobre a Comuna de Paris, é que Marx elabora um pouco mais esse conceito. O aspecto mais significativo da Comuna era que, ao contrário de todas as revoluções anteriores, ela começou a desmontar o aparelho estatal e a dar poder ao povo. A Comuna assumiu iniciativas que eram do Estado e abriu mão de outras, como quando ela extingue a polícia e substitui o exército pelo povo armado. Assim a Comuna devolveria ao corpo social todas as forças absorvidas pelo Estado. Logo, a ditadura do proletariado, para Marx, deveria ser liberal, uma forma de governo com a classe operária realmente governando, abrindo mão de muitas tarefas executadas pelo Estado, também um regime em que o proletariado exerceria a hegemonia até então exercida pela burguesia.

Essa visão da ditadura como sendo tanto uma forma de governo como de regime foi retomada em O Estado e a Revolução, de Lenin. Essa obra, porém, em vez de trabalhar com o conceito “Ditadura do Proletariado”, utiliza “Ditadura do Proletariado Sob a Direção do Partido”, conceito que prevaleceu na União Soviética. No livro A Revolução Proletária e o Renegado Kautsky, a defesa que Lenin faz do uso da violência contra a burguesia para conquistar e manter a ditadura revolucionária constrangeu dirigentes dos partidos comunistas em países capitalistas, o que fez com que muitos retirassem oficialmente “a ditadura do proletariado” de seus programas.

Contribua com o Resumo da Obra

Bibliografia:

BOTTOMORE, Tom. Dicionário do pensamento marxista. Trad. de Waltensir Dutra. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

Rolf Amaro

Nascido em 83, formado em Ciências Sociais, músico, sempre ando com um livro na mão. E a Ana,minha senhora, na outra.

More Posts

Follow Me:
Twitter

Desabafos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.