A Era dos Direitos: Kant e A Revolução Francesa

COMPARTILHE:
Share

Duas interpretações opostas dominaram no século passado: a interpretação triunfal hegeliana, segundo a qual a história é a realização progressiva da ideia de liberdade; e a interpretação nietzschiana, segundo a qual a humanidade se dirige para a era do niilismo. O mundo dos homens dirige-se para a paz universal, como KANT havia previsto, ou para a guerra exterminadora? Continue reading

Os Clássicos da Política 2: Kant – a Liberdade, o Indivíduo e a República

COMPARTILHE:
Share

Em sua longa vida, Kant jamais quebrou a rotina de trabalho como professor da universidade local, e jamais afastou-se da sua pequena cidade, onde nasceu em 1724 e onde morreu, solteiro, aos 79 anos. Continue reading

A Era dos Direitos – Apresentação (Celso Lafer)

COMPARTILHE:
Share

A ERA DOS DIREITOS é o livro da convergência dos temas recorrentes de Bobbio

— I —

A interligação entre direitos do homem, democracia e paz é o modo pelo qual Bobbio foi tecendo a interação entre o “interno” dos estados e o “externo” da vida internacional. A democracia e os direitos Continue reading

Teoria Geral do Direito: Teoria da Norma Jurídica – O Direito Como Regra de Conduta

COMPARTILHE:
Share

1. Um mundo de normas

A melhor maneira de compreender a experiência jurídica é considerar o direito como um conjunto de normas. Acreditamos ser livres, mas na verdade estamos envoltos numa densa rede de regras de conduta. Se deixarmos de nos referir aos indivíduos e contemplarmos a vida complexa das sociedades, pode-se notar que há um ponto de vista normativo no estudo da história, segundo o qual as civilizações se caracterizam por ordenamentos de regras que contém as ações dos homens que delas participaram. Perguntas do tipo: Continue reading