Por Uma Outra Globalização: Introdução Geral

COMPARTILHE:
Share

1. O MUNDO COMO FÁBULA, COMO PERVERSIDADE E COMO POSSIBILIDADE

Vivemos num mundo confuso e confusamente percebido. De um lado, é abusivamente mencionado o progresso das ciências e das técnicas. De outro lado, há a referência obrigatória à aceleração contemporânea e todas as vertigens que cria, a começar pela própria velocidade. Todos esses são dados de um mundo físico fabricado pelo homem, cuja utilização, aliás, permite que o mundo se torne esse mundo confuso e confusamente percebido. Continue reading