Vigiar e Punir: O Carcerário

COMPARTILHE:
Share

Tivesse eu que fixar a data em que se completa a formação do sistema carcerário, escolheria 22 de janeiro de 1840, data da abertura oficial de Mettray, porque é o modelo que concentra todas as tecnologias coercitivas do comportamento. Os pequenos grupos, entre os quais os detentos Continue reading

Vigiar e Punir: Ilegalidade e Deliquência

COMPARTILHE:
Share

A passagem dos suplícios a penas de prisões enterradas em arquiteturas maciças e guardadas pelo segredo das repartições é a passagem de uma arte de punir a outra. O que substituiu o suplício não foi um encarceramento maciço, foi um dispositivo disciplinar cuidadosamente articulado. Continue reading

Vigiar e Punir: Instituições Completas e Austeras

COMPARTILHE:
Share

No fim do século XVIII e princípio do século XIX se dá a passagem a uma penalidade de detenção, mas, ao fazer da detenção a pena por excelência, ela introduz processos de dominação característicos de um tipo particular de poder. Continue reading

Vigiar e Punir: Os Recursos Para o Bom Adestramento

COMPARTILHE:
Share

A disciplina é a técnica específica de um poder que toma os indivíduos ao mesmo tempo como objetos e como instrumentos de seu exercício. O sucesso do poder disciplinar se deve ao uso de instrumentos simples: o olhar hierárquico, a sanção normalizadora e sua combinação num procedimento que lhe é específico, o exame. Continue reading

Vigiar e Punir: Os Corpos Dóceis

COMPARTILHE:
Share

Na segunda metade do século XVIII, o soldado tornou-se algo que se fabrica; corrigiram-se aos poucos as posturas; lentamente uma coação calculada percorre cada parte do corpo.

Não é a primeira vez, certamente, que o corpo é objeto de investimentos tão imperiosos e urgentes. Continue reading