Em Debate – A Corrupção Afeta a Qualidade da Democracia?

COMPARTILHE:
Share

Resumo de A Corrupção Afeta a Qualidade da Democracia?, artigo de José Álvaro Moisés, publicado na revista Em Debate e presente na bibliografia sugerida pelo site USP Ensina Sociologia.

Os escândalos do “mensalão” em 2005 não impediram que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reelegesse no ano seguinte com mais de 60% de votos. Isso sugere algumas possibilidades: a maioria dos eleitores não estava informada dos fatos; informada ou não, a maioria não estava convencida do envolvimento do presidente e do seu partido; ou a maioria, em qualquer caso, não associa “o uso indevido de recursos públicos para fins privados” com irregularidades políticas passíveis de punição, embora o voto seja o instrumento por excelência de responsabilização de governantes (accountability) à disposição dos cidadãos. A questão envolve uma indagação sobre o papel da cultura política na ocorrência de corrupção no país e se isso afeta a confiança dos cidadãos nas instituições democráticas. Continue reading

História Geral da África, I: História e Linguística; Teoria Relativa às “Raças” e História da África

COMPARTILHE:
Share

Resumo de História Geral da África – História e Linguística. Aqui estão as duas partes do capítulo 10 do livro organizado pela UNESCO. Boa leitura!

Ciências linguísticas e história

Todas as ciências que têm por objeto a língua e o pensamento podem contribuir para a pesquisa histórica. Continue reading

O Povo Brasileiro: Assimilação ou Segregação

COMPARTILHE:
Share

 

Resumo de O Povo Brasileiro – Assimilação. É o capítulo 3 da parte III do livro de Darcy Ribeiro. Bons estudos!

RAÇA E COR

A análise do crescimento da população brasileira e de sua composição segundo a cor é altamente expressiva das condições de opressão que o branco dominador impôs aos outros componentes. Considerada a composição da população em 1950, verifica‐se que os índios de vida tribal estavam reduzidos a cerca de 100 mil (Ribeiro 1957); os negros terão alcançado um máximo de 5,6 milhões; enquanto os que se definem como pardos (mulatos) seriam 13,7 milhões;  e os brancos (que são principalmente mestiços) ascenderiam a 32 milhões. Continue reading

História da África, I: A Arqueologia da África e Suas Técnicas – Processos de Datação

COMPARTILHE:
Share

Este é o resumo do capítulo 9 de História Geral da África, organizado pela UNESCO. Boa leitura!

Ao descobrir um artefato, o arqueólogo geralmente começa a estudá-lo através de meios puramente arqueológicos, como o registro da camada em que foi encontrado, a leitura do texto que o acompanha, a descrição de sua forma, o cálculo de suas dimensões, etc. Na maioria dos casos, entretanto, o arqueólogo não consegue encontrar os dados capazes de fornecer uma resposta às suas perguntas ou ajudá-lo a chegar a conclusões satisfatórias. Quando isso acontece, ele tem de submeter sua descoberta a outras disciplinas, para completar a investigação. Continue reading

Teoria Geral do Direito e Marxismo: Relação e Norma

COMPARTILHE:
Share

Resumo de Relação e Norma. É o capítulo 3 de Teoria Geral do Direito e Marxismo de E. B. Pachukanis. Boa leitura!

A relação jurídica é a célula central do tecido jurídico e é somente nela que o direito realiza o seu movimento real. Em contrapartida, o direito enquanto conjunto de normas é apenas uma abstração sem vida. Continue reading